Sugestões

De forma a facilitar a sua pesquisa, temos várias sugestões disponíveis na(s) seguinte(s) categoria(s):

Cancelamento gratuito
22.12.2021

Equipa PortoBay entrega donativos Hope

Este ano, o HOPE angariou 34 mil 860 euros, totalizando em 9 anos o valor de 473 mil euros.

O HOPE nasceu em 2012 numa iniciativa PortoBay que tem vindo a ajudar instituições no Algarve, Lisboa, Porto e Madeira. Este compromisso conjuga um donativo anual do grupo PortoBay com a participação dos hóspedes em 1€ por estada/quarto.
Este ano, o HOPE angariou 34 mil 860 euros, totalizando em 9 anos o valor de 473 mil euros.
Ao longo do mês de novembro as nossas Equipas de Norte a Sul de Portugal visitaram as instituições e experienciaram na primeira pessoa as dificuldades e necessidades de cada uma das causas que abraçamos.


Vamos conhecer a Associação Humanitária de Solidariedade de Albufeira?

A Associação Humanitária de Solidariedade de Albufeira (AHSA), no Algarve, recebeu alguns nossos colaboradores do PortoBay Falésia e deu a conhecer a sua realidade. Esta instituição procura não só ajudar a população mais desfavorecida de Albufeira, como a comunidade sénior.

Sara Araújo, Chefe de Receção reconhece o valor e impacto que projetos como o HOPE têm na qualidade de vida das pessoas e na melhoria do seu bem-estar. "Foi sem dúvida uma sensação de dever cumprido. Esta experiência foi muito enriquecedora, tanto para mim como para a restante equipa.”

Através do apoio HOPE, esta associação conseguiu adquirir aparelhos e equipamentos de apoio à estimulação cognitiva e reabilitação, bem como reforçar os cabazes alimentares que são doados semanalmente a mais de 500 pessoas.

Trazer sorrisos HOPE para o CADIn

Já em Lisboa, o HOPE abraçou o CADIn, uma instituição particular de solidariedade social (IPSS) que promove a inclusão de pessoas com necessidades especiais e alterações de neurodesenvolvimento.

Conhecer as instalações do CADIn foi um momento marcante para todos os elementos PortoBay que lá estiveram, principalmente para Sara Silva, Chefe de Cozinha no PortoBay Marquês, que ressalta o orgulho: "Esta causa sensibiliza-me profundamente, sobretudo como mãe, pois, nem todos as crianças têm as mesmas capacidades e é muito importante começar o mais cedo possível a ajudá-los a superar as suas dificuldades, integrar e ajudar as famílias que muitas vezes não estão preparadas nem sabem como lidar com estas situações.”

A ajuda do HOPE permite que o CADIn continue a apoiar jovens e crianças de famílias carenciadas ou que vivam em instituições de acolhimento através da sua Bolsa Social: comparticipação de consultas, avaliações e sessões de terapia. Juntos garantimos um futuro mais risonho e com mais HOPE.

Mais HOPE na Comunidade Vida e Paz

Continuando a espalhar sorrisos em Lisboa, o HOPE apadrinha a Comunidade Vida e Paz, que com a pandemia viu as necessidades e dificuldades dos seus utentes aumentadas. Tendo como missão apoiar pessoas em situação de sem-abrigo ou em situação de vulnerabilidade social, o HOPE apoia a Comunidade Vida e Paz a reconstruir o sentido de vida de quem os procura.

O contributo do HOPE terá ação direta no bem-estar e qualidade de vida dos utentes da Comunidade, ao ser aplicado na manutenção dos apartamentos partilhados. Para Filipe Barbacenas, rececionista de 1ª no PortoBay Marquês a diferença que esta instituição tem na comunidade é notável e motivo de "grande orgulho em fazer parte desta cooperação entre o Grupo PortoBay e a Comunidade Vida e Paz através do HOPE. É extremamente gratificante sentir que com uma pequena ajuda podemos fazer a diferença na vida de várias pessoas.”

 

Um presente com mais futuro na Comunidade Sant’Egídio

Também em Lisboa o HOPE acolheu a Comunidade Sant’Egídio, num ano que foi extremamente desafiante para a associação e para aqueles que ajudou através da Plataforma Ajuda, um programa criado para famílias que perderam os seus rendimentos durante a pandemia.
Além de terem ajudado mais de 30 pessoas a encontrar emprego e conseguiram também minimizar o impacto sentido pelas crianças com a doação de computadores.

Para continuar a ajudar e trazer esperança, com o contributo HOPE deste ano a Comunidade Sant’Egídio vai criar um novo projeto como nos conta a nossa colega Sílvia Rio que estava presente no momento de entrega dos donativos: "Fiquei muito contente em saber que avançaram com um projeto de escola para ensinar aos refugiados a língua portuguesa, para que a integração dos mesmos se faça mais facilmente! Sei bem a importância da comunicação para estas pessoas e em especial para as crianças, onde tudo é novo e o conforto do conhecido deixou de existir!”

Seguindo para Norte, rumo à Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas

Já no Norte, o HOPE passou pela Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas (APLL), que apoia doentes com cancro de sangue e as suas famílias, sobretudo os mais carenciados. Esta associação subsiste exclusivamente de donativos e, por isso, o HOPE e todos nós temos um papel fundamental no bem-estar e vida destas pessoas.

Devido à pandemia e para poder apoiar aqueles que foram diagnosticados neste período, a APLL está a desenvolver um projeto online para levar a literacia em saúde e destas doenças aos seus utentes, famílias e população em geral, sendo que parte do donativo HOPE será para este fim.
Durante a visita às instalações da Associação ficamos a conhecer a voluntária mais antiga da instituição e algumas utentes e para Ana Teresa Matos, General Manager do PortoBay Flores, este foi um momento que vai recordar pela capacidade de retribuir: "Foi uma mistura de alegria com tristeza. Não existe nada melhor do que colocar um sorriso na cara das outras pessoas. Infelizmente não o consigo fazer na dimensão que desejaria, mas…desta vez, graças à iniciativa HOPE da PortoBay com estas associações, consegui fazer parte de muitos mais sorrisos !!”.

No meio do Atlântico com um propósito comum

Seguindo para a Ilha da Madeira, o HOPE foi conhecer a realidade de duas instituições: a Direção Regional da Madeira da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) e a Associação de Paralisia Cerebral da Madeira (APCM).

Liga Portuguesa Contra o Cancro na Madeira

A visita à sede da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) na Madeira ficou marcada pelos difíceis acessos e mobilidade. Esta é uma dificuldade que a Liga está a tentar solucionar, uma vez que é uma adversidade acrescida para os seus utentes que estão fisicamente fragilizados.

Durante a passagem do HOPE e dos nossos colaboradores pela associação, ficamos com a certeza de que este projeto contribui para um bem maior, como nos conta André Caldeira, Administrador:
" As empresas devem a meu ver ser mais do que meros agentes económicos, nomeadamente devem tentar impactar positivamente as comunidades onde estão inseridas. O projeto HOPE é uma das formas onde a PortoBay tenta, com a ajuda dos seus hóspedes, contribuir para ajudar quem mais precisa. A entrega do donativo à Liga permite ouvir em primeira mão qual o destino desses fundos e como passam de um número de euros a ajuda efetiva a pessoas que sofrem de doenças oncológicas. Dormimos um pouco melhor esta noite sabendo que conseguimos ajudar.”
Em 2020, a situação pandémica agravou a necessidade de ajudar, dada a falta de diagnóstico precoce. Atualmente, a LPCC apoia mais de 200 doentes oncológicos carenciados, quer com subsídio para medicação, alimentação, propinas, despesas mensais e pontuais, ajudas técnicas e ainda o empréstimo de camas articuladas, cadeiras de rodas entre outros.

 

Ajudar e reabilitar com a Associação de Paralisia Cerebral da Madeira

Seguindo para a Associação de Paralisia Cerebral da Madeira (APCM), as nossas equipas puderam conhecer as instalações e serviços desta IPSS, que ajuda jovens e adultos portadores de paralisia cerebral ou doenças neurológicas afins a nível residencial, ocupacional e de reabilitação.

Os Centros Terapêuticos são uma parte fulcral da APCM que ajuda os utentes na sua reabilitação e é nesta área que o HOPE terá uma ação direta este ano, auxiliando na reativação da piscina, através da aquisição de equipamento para o seu aquecimento. A piscina é fundamental para a hidroterapia, um dos elementos mais valorizados pelos utentes e que apenas com um aquecimento mínimo de 33º é possível atingir o efeito pretendido da terapia.

Diamantino Fernandes, Chefe de Receção do The Cliff Bay, conta-nos o quão enriquecedora e emocionante foi esta experiência: "Foi uma enorme honra poder estar presente nestas visitas e motivo de grande orgulho e gratidão poder fazer parte de um grupo hoteleiro tão nobre que faz a diferença nas associações que apoiamos. Foi de coração cheio que senti que o nosso contributo é valorizado e muito válido. Fiquei a conhecer melhor e de forma muito "real” o nosso contributo. Partilhei com a minha equipa com grande emoção os momentos experienciados neste dia, e agora temos mais "noção” do que de facto é o HOPE.”

RESERVE JÁ
Cancelamento gratuito
TEM DE SELECCIONAR AS SUAS DATAS.